Alta do setor de seguros no primeiro bimestre de 2021, indica Conjuntura CNseg - Poletto & Possamai

Alta do setor de seguros no primeiro bimestre de 2021, indica Conjuntura CNseg

Por Eduarda Espanhol Borba – trainee do núcleo de Seguros

Conforme a publicação da Conjuntura CNseg nº 41, o setor de seguros demonstrou crescimento de 4,5% quando comparado ao mesmo período de 2020, em que a pandemia ainda não havia sido decretada. Apesar dos diferentes impactos causados pelo Covid-19, o setor cresceu 7,4% em arrecadação somente no mês de fevereiro contra o mesmo mês no ano passado, em razão das diversas modalidades de seguro.

Alguns ramos securitários chamaram atenção pelos avanços demonstrados, como Responsabilidade Civil, responsável por 42,7% do resultado positivo do ano, bem como Créditos e Garantias, o qual contribuiu em 27,2%.

Na comparação realizada entre os mesmos meses de 2020 e 2021, métrica utilizada pela Conjuntura CNseg, a receita de fevereiro foi 5,5% maior do que a apresentada no ano anterior. O desempenho positivo foi influenciado, especialmente, pelo segmento de Danos e Responsabilidades (14,9%).

A Conjuntura CNseg nº 41 ressaltou que o desempenho favorável possui relação direta com a reação dos ramos que apresentam maior densidade de market share, como Automóveis, em que a receita apresentou alta de 7,4%, e Planos de Vida Risco, cujo crescimento foi de 7,3%. Isso revela a prioridade dos consumidores: proteção da vida, proteção das residências e mobilidade das cargas transportadas.

Acesse aqui à notícia completa.

Cadastre-se em nossa Newsletter

Fechar Menu